Agência de publicidade Mokeka | Atibaia

Agência de publicidade Mokeka | Atibaia

Agência Mokeka | sexta-feira, 10/março/2017

Marketing direto e o contato olho-no-olho com o cliente.

Marketing Direto além da mala-direta
Como o nome sugere, marketing direto é falar direto e exclusivamente com o cliente. Uma maneira de manter um relacionamento próximo, ser lembrado e desejado.

Diferente das ações que visam atingir “todo mundo“, o marketing direto olha nos olhos do cliente e o encanta. Seduz com a melhor ferramenta que tem: o conhecimento da personalidade do cliente. Com o avanço da tecnologia, esse conhecimento é percebido de maneira mais clara.

Do correio-elegante ao e-mail marketing

O desenvolvimento dessa ferramenta evoluiu com o tempo. Passou da simples mala-direta, sem nome, para os mais avançados disparos de e-mail marketing. Atualmente, ao acessar qualquer e-commerce, você tem uma página exclusiva aos seus gostos.

Mas, como em qualquer correio-elegante, você deve conhecer o seu público-alvo e saber sobre a sua aceitação. Um cadastro atualizado e um opt-in são muito importantes para não gastar dinheiro.

As redes sociais e o avanço da tecnologia facilitaram e melhoraram as ferramentas de marketing direto. A coleta de dados dos clientes ficou mais rica e completa com os rastros que deixam ao navegar na internet. Porém, de nada adianta ter o melhor banco de dados se não souber tirar proveito dele. As ferramentas são importantes, mas a técnica para domá-las é fundamental.

As ferramentas do marketing direto

O principal objetivo do marketing direto é manter um relacionamento próximo com o cliente. Para isso, é importante conhecer algumas ferramentas e como elas se comportam em relação ao cliente:

  • Mala-direta: talvez a principal ferramenta. Além de possibilitar a mensurarão dos resultados, ela é flexível, personalizável e permite a seleção do público. É uma ferramenta eficaz para a promoção de todos os tipos de produtos devido ao aprimoramento dos métodos de abordagem.
  • Venda pessoal: ainda muito utilizada, a venda pessoal nos remete à lembrança dos catálogos. Vendedores, com catálogos embaixo dos braços, representando uma marca. Nos deparamos com essas pessoas todos os dias. Seja para comprar um produto de beleza, seja para comprar peças para o seu carro. Sempre haverá um vendedor que te conhece melhor que a tua mãe.
  • Telemarketing: o velho e chato telefonema que você não quer receber, ainda mais em um domingo de manhã. É uma ferramenta que pode funcionar bem, desde que o cliente permita esse tipo de contato.

Essas são algumas das ferramentas. Muitas outras são derivadas dessas que foram apresentadas.
Para saber mais, continue acompanhando o nosso blog. Em breve, traremos um conteúdo sobre o planejamento de marketing direto.

Por: Agência Mokeka