Estratégias para a black friday

Estratégias para a Black Friday
Estratégias para a Black Friday

estratégias para a black friday

Estratégias para a black friday é algo que devem ser pensadas e planejadas com boa antecedência, uma vez que essa data ganhou grande importância no comércio varejista.

A black friday ocorre sempre na última sexta-feira de novembro. É uma tradição do mercado americano que as principais varejistas concedam grandes descontos em seus produtos.

Aqui neste link, comentamos sobre as transformações da sociedade devido à pandemia e sobre o consumo para a black friday deste ano.

Neste texto, trazemos algumas ações que podem melhorar a sua comunicação e o resultado que a sua empresa pode obter durante a black friday.

Estratégias para antes do dia

  1. pensando no novo comportamento do consumidor, boa parte das compras ocorrerá em ambiente digital. Mas, para isso, conheça bem a infraestrutura do seu comércio eletrônico para evitar quedas de servidores devido ao aumento de tráfego;
  2. converse com a sua base de clientes por meio de uma pesquisa enviada por e-mail para conhecer a expectativa deles em relação a essa data;
  3. conheça muito bem o seu estoque para saber quais produtos podem ir para a promoção e quais são aqueles que mais atraem o consumidor para realizar a compra dos seus produtos ou serviços;
  4. Lembre-se de utilizar gatilhos mentais no seu material de comunicação para criar senso de urgência ou escassez, levando a sua base a agir mais rápida para realizar a compra;
  5. Faço o uso de cupons enviados por e-mail para valorizar os seus clientes recorrentes.

Estratégias para o dia da black friday

  1. Tenha um SAC treinado e pronto para responder as principais dúvidas dos consumidores. Isso é importante, uma vez que a black friday demanda que a sua equipe dedique mais atenção para evitar que o consumidor vá para a concorrência;
  2. Faça campanhas de remarketing para aquelas pessoas que visitaram qualquer página e para aquelas que colocaram um produto no carrinho mas não finalizou a compra;
  3. As capas das suas redes sociais são como vitrines para quem as acessa. Por isso, atualize-as para essa data especial;
  4. Coloque um pop-up de saída no seu comércio eletrônico com um incentivo para que a pessoa não saia sem realizar uma compra.

Estratégia para o pós black friday

  1. Para continuar vendendo após a black friday, mantenha o relacionamento com quem realizou uma compra.
  2. Além disso, tem aqueles que não compraram. Por isso, faça uma campanha com público semelhante nas redes sociais para levar esse público para uma landing page dedicada com uma promoção própria.

Por data

Categorias:

Black friday durante a pandemia

Experiência do Consumidor
Black friday

Black Friday durante a pandemia

Uma das principais datas do varejo ocorre na última sexta-feira de novembro: a black Friday. O momento pelo qual passamos pede muito cuidado na maneira como a comunicação deve chegar nos consumidores.

O comportamento da sociedade

A sociedade vem repensando os excessos e datas como essa podem ser a ocasião para as marcas começarem a pensar no estímulo excessivo ao consumo. O portal e-commerce Brasil escreveu um artigo sobre o que poderá ser diferente nesta black friday.

Mas, segundo uma pesquisa realizada pela área de Inteligência de Mercado da Globo, 4 em cada 10 pessoas já têm planos para a black friday. 51% dos entrevistados disseram que irão privilegiar as marcas que fizeram algo positivo durante a pandemia.

Transformação do consumo e a black friday

E, com o decorrer do tempo, percebemos que o isolamento social transformou a maneira como consumimos. Antes, muitos consumidores deixavam para a última hora para fazer suas compras. Porém, atualmente, a obtenção dos produtos nessa data é algo que vem sendo muito bem planejada.

Em matéria publicada no portal Consumidor Moderno, a principal atenção do comprador será o preço. E, mesmo em tempos de distanciamento, o consumidor poderá ir a um ponto de vendas físico para obter a melhor oferta.

Qual a importância da black friday?

Realidade no Brasil desde 2010, a black friday é uma data importante para o brasileiro. Atualmente, 99,5% dos consumidores conhecem e fazem as famosas compras nessa data.

A data está posicionada em meses com atmosfera repleta de felicidade para o consumidor. Início da primavera em setembro e férias de final de ano. Essa felicidade torna o ambiente propício para o consumo.

Além disso, essa é uma data voltada principalmente para o consumo próprio, diferente de outras datas quando presenteamos outras pessoas.

Esteja à frente da concorrência

Quanto antes for o seu planejamento, mais preparada a sua marca estará para enfrentar os desafios que estão por vir.

Por data

Categorias:

Relação entre marketing e vendas

Relação entre marketing e vendas
Relação entre marketing e vendas

Relação entre marketing e vendas

A relação entre marketing e vendas, a cada dia, ganha mais sinergia. Ambas as áreas são mais dependentes uma da outra. Isso fica evidente devido ao comportamento do cliente.

Passou o tempo que o consumidor não possuía informações sobre o que desejava comprar. Entretanto, hoje em dia, ele passou a pesquisar muito antes de realizar qualquer compra.

O que é marketing?

Marketing é um processo que visa identificar, desenvolver e satisfazer a necessidade de um determinado público-alvo. Aqui, nós fizemos um riscado sobre o que é marketing.

Além disso, o marketing é responsável por ajudar a empresa a alcançar os seus objetivos comerciais, tais como: aumentar as vendas, crescer a participação no mercado, atrair e captar novos leads, fortalecer a presença da marca no mercado de atuação ou expandí-la, promover produtos ou serviços, entre outras atividades.

Dentro de uma organização, o marketing é responsável por interligar todas as áreas. Isso é devido à percepção que o cliente tem sobre a empresa. De nada adianta uma campanha publicitária que atraia os clientes se o atendimento for ruim. Está tudo conectado.

O que é vendas?

Basicamente, vendas é o conjunto de dois fatores: oferta de valor e a recompensa dessa oferta. Isto é, a oferta de valor pode ser um produto ou serviço e a recompensa é o pagamento, em unidade monetária. Isso explicado, a venda é a oferta de algo em troca de alguma coisa.

Muitas organizações possuem departamentos inteiros dedicados à venda. Cada um com equipes focadas em atingir os objetivos propostos. Entretanto, essas equipes precisam trabalhar juntas para alcançar os objetivos globais da empresa.

Qual a relação entre marketing e vendas?

A relação entre marketing e vendas vai além do alcance dos objetivos propostos. Ambas as áreas são complementares, uma vez que uma empresa possui um bom marketing, mas não há quem venda, não escoa seus produtos ou serviços. E o inverso também ocorre: quando o marketing não é estruturado, as vendas ocorrem, mas é mais demorada e, muitas vezes, sem qualidade e recorrência.

Inbound Marketing para ajudar as vendas

Nós já falamos sobre inbound marketing aqui, mas vale lembrar do que se trata. Essa metodologia visa atrair, converter, qualificar, vender e manter o relacionamento.

Quando os vendedores recebem os leads, esses contatos já estão qualificados e prontos para realizarem a compra, uma vez que suas principais dúvidas já foram resolvidas. Entretanto, cabe ao vendedor finalizar a venda.

Campanha publicitária para atrair mais clientes

Parte do departamento de marketing realizar, internamente ou por meio de uma agência de publicidade, campanha publicitária para atrair mais clientes para os pontos de vendas ou direto para o contato do vendedor.

Marketing e vendas gera muita conversa

Este é um assunto que gera muitas conversas. Vendas e marketing precisam estar sempre conversando e falando a mesma língua. Mas, se cada departamento andar para um lado diferente, os objetivos da empresa não serão alcançados.

Por data

Categorias:

Experiência do consumidor: como torná-la incrível

Experiência do Consumidor
Experiência do Consumidor

Como gerar experiências incríveis ao consumidor

Em um mercado altamente competitivo é comum que as empresas briguem pelo mesmo público. Mas hoje há uma nova forma de se destacar: a experiência do consumidor.

Um cliente satisfeito qualifica significativamente uma empresa e seus serviços. Hoje, a experiência do consumidor tem tido grande importância, principalmente para as organizações que querem destacar-se num mercado acirrado. Mas qual o grande passo para isso? A resposta é simples: coloque-se no lugar de quem vai consumir o produto ou serviço.

A jornada de compra é prática para a experiência do consumidor?

A melhor forma de conseguir gerar uma experiência incrível é conhecer o caminho de compra desse cliente, as primeiras ações para que ele chegue efetivamente até você. Se o contato for por site, você deve ter certeza de que o percurso que ele faz é satisfatório e prático, com o grande número de informações dispostas atualmente, as pessoas descartam páginas irrelevantes, anúncios ou finalizações irritantes, a busca constante está pela praticidade. Isso, além de te ajudar a entender o comportamento do usuário, pode ser usado para identificar pontos a serem melhorados.

A casa está pronta para gerar uma boa experiência ao consumidor?

De nada vale um caminho incrível até a empresa se essa não sabe tratar seu cliente da forma correta. É necessário alinhar a comunicação de ponta a ponta. Tenha certeza que seu colaborador irá abordar cada pessoa de forma harmoniosa e que dialogue com todas as suas outras estratégias.

Ouça mais e acompanhe seu cliente

Estar perto do cliente, ouvi-lo e acompanhá-lo é primordial para gerar grandes experiências. Sempre que possível, conheça mais sobre ele. Isso proporciona uma aproximação maior e também estreita a relação entre empresa e público, além de gerar maior confiança.

Dê retorno aos clientes

Ofereça para seus clientes aquilo que você também gostaria de receber. Desse modo, sempre dê retorno a eles e saliente quão responsáveis eles são por sua empresa alcançar determinados resultados. Pois, quando esse retorno é oferecido de forma genuína, ele proporciona reciprocidade e engajamento por parte do consumidor.

Experiência do consumidor: fidelize os clientes!

Tão importante quanto prospectar novos clientes, é manter os clientes satisfeitos. Certo? Clientes satisfeitos tendem a realizar novas compras. Oferecer um bom atendimento e demonstrar a importância que cada cliente tem para o seu negócio, já é um meio de manter essa pessoa fiel e uma maneira dela ser uma embaixadora da sua marca, consequentemente, trazer novos clientes pelo famoso boca-a-boca.

Por data

Categorias:

Pesquisa de mercado: a combustão para o sucesso

Pesquisa de mercado
Pesquisa de mercado

Pesquisa de mercado: a combustão para o sucesso

Pesquisa de mercado

A pesquisa de mercado fornece informação e isso ajuda a forma da empresa agir de acordo com a realidade. A pesquisa fornece a possibilidade  de criar e explorar todas as variáveis ofertadas por ela.

Pode não parecer, mas a pesquisa de mercado é, ou ao menos deveria ser, a ferramenta estratégica para quem quer se manter no mercado.

Nascimento de empresas

De acordo com o Indicador do Serasa Experian de Nascimento de Empresas, somente no primeiro semestre de 2018, o Brasil registrou 1,2 milhão de novos negócios. Quando comparado com o primeiro semestre do ano anterior, esse número corresponde a 10,5% de progressão.

Diante disso, estudos apontam que quase 25% desses novos negócios não sobreviverão aos primeiros dois anos. Isso por conta de fatores econômicos, inadimplência e falta de planejamento. A falta de conhecimento sobre o mercado também é um dos pontos que contribui para os encerramentos dessas empresas. Contudo, dentro desse cenário, a pesquisa de mercado é uma forma de reverter as expectativas negativas.

Coleta de dados para tomada de decisão

É por meio da pesquisa de mercado que dados são coletados e ajudam as empresas a tomarem decisões acertadas. Decisões que devem ser amparadas nos conjuntos de informações adquiridos.

Entender o segmento onde se está inserido é o primeiro passo para o processo de estruturação das empresas e para o início das atividades comerciais. Por seguinte, desenvolvem-se as estratégias que permitam a continuidade das atividades a longo prazo, uma vez que a pesquisa mantém o negócio estruturado.

Além disso, a pesquisa de mercado é de extrema importância. Auxilia na abertura ou continuidade do negócio, uma vez que ajuda a identificar fatores que podem impactar diretamente na organização. Ainda auxilia ao:

  • definir o perfil do consumidor;
  • concorrência;
  • demanda;
  • localização;
  • preço;
  • produto;
  • embalagem;
  • projeções de venda.

E você, qual a última vez que fez uso dessa estratégia?

Por data

Categorias:

Como definir o público-alvo

Planejamento publicitário
Como definir o público-alvo

Saiba como definir o público-alvo

Definir o público-alvo não é uma tarefa muito fácil. Afinal, queremos vender para todos. Mas, será que todas as pessoas precisam da sua solução?

Mas, o rápido avanço da tecnologia facilita o processo de definir o público-alvo. Isso ocorre porque deixamos muitos dados quando navegamos.

Entretanto, como fazemos para entregar a melhor solução para o público?

Neste artigo, falarei sobre os benefícios da correta definição do consumidor e como a sua empresa obterá resultados positivos com isso. Acompanhe!

O que é público-alvo?

Posso definir público-alvo como sendo um conjunto de pessoas, empresas ou organizações. Além disso, deve compartilhar dos mesmos perfis, interesses, gostos e localizações. Entretanto, esse conjunto não deve se limitar a isso apenas. Mas, é necessário realizar uma análise profunda em cada uma das características de cada grupo.

A análise do grupo é feita por meio de pesquisas. Isso serve para delimitar características que sejam comuns entre um recorte de um grupo.

Uma vez feita a pesquisa, vamos afundo nos estudos sobre seus hábitos de consumo. Assim como suas condições socioeconômicas, momentos de lazer e entretenimento. Quanto mais dados forem coletados na pesquisa, melhor. Isso é válido para criar um bom relacionamento com o público. Assim também aumentar as possibilidades da aquisição da sua solução.

Quando a campanha publicitária da sua empresa é genérica, o investimento acaba sendo alto em relação ao retorno que pode ser obtido. Então, antes de iniciar qualquer projeto de comunicação, pense como você pode definir o público-alvo.

Como definir o público-alvo

Baixe o infográfico para definir o público-alvo

Como definir o público-alvo

Antes de definir o público-alvo ideal para sua marca, é preciso levar em consideração alguns pontos. Tais como:

  1. Uma vez que será lançada uma solução, qual será a sua finalidade? Essa solução precisará resolver algum problema específico do consumidor. Mas é importante que o público perceba algum benefício do que ele adquiriu.
    • ao mesmo tempo, apresente ao consumidor o seu USP (unique selling proposition) que é a proposta de valor, o porquê do consumidor comprar a sua solução.
  2. Qual o perfil das pessoas que terão seus problemas resolvidos com a solução? Chegou a hora de identificar qual o grupo de pessoas que mais se beneficiará com a sua solução.
    • ao selecionar esse grupo, você criará um nicho. Além disso, você poderá transmitir a mensagem correta em suas campanhas.
  3. Além da solução principal da sua solução, existe uma utilização secundária? Uma vez que você identificou uma outra solução, vale entender qual grupo é mais vantajoso para a sua empresa.
    • tudo bem, você pode vender para todos os públicos. Entretanto, quanto maior o seu público-alvo, maior será o investimento nas suas campanhas publicitárias.

Critérios para definir o público-alvo

Uma vez que você entendeu como você pode definir o público que consumirá a sua solução, seguem alguns critérios que podem facilitar o desenvolvimento do público para a sua empresa:

  • Quem fará uso?
    • Pense em quem utilizará a sua solução. Empresas, pessoa física, organizações não-governamentais, etc;
    • Estabeleça os dados demográficos, tais como:
      • Pessoa física: idade, gênero, renda, escolaridade, estado civil, etc;
      • Empresas e organizações: porte, capital, funcionários, sócios, etc;
    • Retrate o perfil psicográfico:
      • Entenda quais são os interesses, as atividades e as opiniões de quem fará uso da solução.
  • Onde está localizado?
    • Defina a região onde o seu público está localizado, assim como a região de distribuição da solução.

Resultados obtidos

Os principais benefícios que a sua marca terá ao definir o público-alvo são:

  • falar direto com um grupo de pessoas que realmente consumirá o seu produto;
  • melhor investimento em campanha publicitária. Uma vez que essa atuará nos locais, meios e veículos de comunicação onde está o público;
  • desenvolver a melhor solução para o público, amparado em pesquisa e desenvolvimento;
  • criar conteúdos para o público certo;
  • fixar a imagem da empresa na lembrança do consumidor.

Por data

Categorias:

Relacionamento com o lead

Relacionamento com o lead
Relacionamento com o lead

Relacionamento com o lead

O relacionamento com o lead é algo que deve ocorrer sem interrupção. Aqui, nos valemos do ditado: “quem não é visto, não é lembrado”. Mas, com o passar do tempo, esse relacionamento deve ser estreitado e mudar para o próximo passo, a venda.

Manter o relacionamento com o lead pode parecer algo invasivo. Mas, quando ele assina para receber uma newsletter ou baixa algum material rico, esse lead está dando “liberdade” para que você entre em contato com ele.

Entretanto, como manter esse relacionamento sem ser chato? Neste post, vamos abordar a importância sobre ser lembrado pelo lead, assim como, gerar um relacionamento que retorne em novas vendas.

Como manter relacionamento com o lead

O relacionamento é uma maneira, mais econômica, para que o lead lembre da sua marca e com mais frequência. Aqui, podemos entender lead como sendo a pessoa que, de alguma maneira, entrou em contato com você. Seja por meio do acesso ao site e preenchimento de um formulário, por meio da estratégia de inbound marketing ou, uma vez que ele comprou algo da sua empresa, por meio de uma venda realizada. Leads são contatos que estão cadastrados em sua base de dados de clientes.

Para manter o relacionamento com a sua base de leads, devemos entender em quais canais eles estão presentes. Entretanto, esse contato deve entender que, a mensagem que estamos transmitindo, é exclusiva para ele.

A melhor maneira para fazer isso, é realizar um estudo sobre hábitos de consumo da sua persona. Mas, caso você ainda não tenha definido quem é a persona para quem a sua marca quer vender, nós produzimos um material que ajudará a criar o seu público-alvo. É só preencher o formulário.

Uma vez que a persona foi criada, vamos aos principais meios para manter um relacionamento com o lead.

Redes sociais

As redes sociais são ótimos meios de comunicação com o lead. Por meio da plataforma que o seu lead marca mais presença (Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter, etc), você pode personalizar a mensagem conforme seu comportamento. Isso é possível ser feito, uma vez que essas plataformas oferecem maneiras para você personalizar a sua audiência.

E-mail marketing

A automação do relacionamento é possível utilizando ferramentas com as quais você consiga personalizar e gerenciar o envio de e-mail marketing. Mas, saiba escolher a ferramenta ideal para o seu negócio.

Os e-mails são boas formas de manter um relacionamento constante com o lead. Isso é possível, já que ele deu a liberdade para entrar em contato e você conhece seus hábitos, uma vez que sabe quais são os assuntos que mais interessam a ele.

E, com a ferramenta certa, você pode criar automações para aumentar o contato com o lead. Essas automações podem ocorrer quando há uma conversão de material rico, preenchimento de algum formulário ou abertura ou não de uma campanha de e-mail.

Outbound marketing

O outbound marketing é um termo que se referente ao contato com o lead por meio de comunicação que não seja on-line. Ele é feito por meio de contato telefônico, mala direta, entre outros meios off-line e que seja direcionado.

O relacionamento com o lead retornará em venda

Se você quiser aumentar as suas vendas, foque no relacionamento com o lead. Você sabe quais são os gostos dele e quais são seus hábitos de compra. Uma vez que ele já realizou um contato, é possível entregar o que ele está buscando.

Neste ponto, é importante entender sobre as técnicas de funil de vendas. Manter o relacionamento certo nas etapas do funil, fará com que a quantidade de conversões e novas oportunidades cresçam.

Relacione com quem dá o tempero certo para o seu lead

Nos sabemos como a sua marca pode se relacionar com os seus leads e dar mais tempero certo para aumentar as conversões e gerar novas vendas.

Agende uma visita com os nossos especialistas em relacionamento com o cliente e dê mais sabor aos seus leads.

Por data

Categorias:

Material rico para atrair leads

Material rico
Material rico

Material rico para atrair leads no marketing digital

O material rico serve para detalhar um tema de maneira mais profunda em relação aos blog posts. Esse material se assemelha a uma moeda de troca. Por isso, uma vez que esse material está disponível, podemos afirmar que o material rico é excelente para atrair leads.

Neste artigo, falaremos sobre a sua importância dentro da estratégia de inbound marketing, quais os resultados que a empresa pode ter e dicas para fazer o seu próprio material rico.

Material rico no inbound marketing

O inbound marketing, como falamos aqui, atrai o lead por meio de conteúdos que sejam interessantes e relevantes para ele. Diferente dos péssimos anúncios que afastam o consumidor da marca (vale informar que os bons anúncios atraem), o inbound marketing gera atração para o assunto abordado, transformando-o em um possível cliente.

O material rico faz parte da estratégia de inbound marketing, uma vez que os assuntos abordados são mais detalhados e aprofundados. Partindo desse princípio, podemos falar que, por meio da produção de conteúdo mais aprofundado, é possível educar o público consumidor.

Modelos de materiais ricos

Esse conteúdo educativo pode ser produzido com diversos formatos. Entre os principais estão:

E-book:

Esse material se assemelha aos livros digitais e podem conter imagens ou não. Dentro da estratégia de marketing de conteúdo, o e-book é o principal aliado para gerar leads. Uma vez que, para a criação desse material, não há muitas despesas, além de tempo de pesquisa sobre o tema, um redator e um diretor de arte.

Webinar:

O webinar é algo semelhante a uma palestra ou seminário apresentado por meio de uma transmissão digital. Pode ser ao vivo ou gravado. A vantagem de ser ao vivo é a interação que o público tem com quem está apresentando. A vantagem do webinar gravado é que pode haver uma edição no material e aumentar a dinâmica do vídeo.

Existem diversas plataformas nas quais são possíveis realizar essas apresentações. Entre as principais estão: Youtube (Google Hangouts) e GotoWebinar.

Os webinars são excelentes modelos para gerar leads engajados, uma vez que, para haver participação na palestra, é preciso ter a troca dos dados pelo link de acesso ao vídeo.

Planilhas

As planilhas são bons documentos de troca, uma vez que a pessoa que baixou o documento estará sempre em contato com a sua marca. Porém, esse material deve ser usual para o lead e que ele faça uso constante da planilha.

Existem vários modelos de planilhas que você pode criar, tais como:

  • controle de estoque;
  • planejamento financeiro familiar;
  • calendário de atividades;
  • formação de custos e preços;
  • entre outros

Infográfico:

Os infográficos são representações gráficas que transmitem, por meio de ilustrações, informações ou dados sobre o assunto abordado. Aqui, você pode conhecer um exemplo que criamos para explicar como definir o público-alvo. Esse material é de grande importância ao abordar assuntos técnicos e de difícil compreensão.

Resultados do material rico para as empresas

As empresas podem colher diversos resultados com a publicação dos materiais ricos. A principal é aumentar a quantidade e a qualidade dos leads. Isso é possível devido à captura dos dados ser realizada por meio de uma landing page. Mas é preciso ir além da simples conversão. Deve-se colher dados que sejam suficientes para qualificar o lead.

Entre outros resultados alcançados por meio dos materiais ricos, temos:

Aumento da autoridade da marca

Como falamos no post sobre inbound marketing, o aumento de autoridade da marca ocorre devido à qualidade e profundidade do assunto abordado. Quando o lead tem acesso ao material rico, ele aprende mais sobre a marca e entende que ela tem domínio e conhecimento sobre o seu mercado de atuação.

Cria engajamento entre público e marca

Com a disponibilidade dos materiais e a conversão do lead, esse começa a manter um relacionamento com a sua marca. Porém, o material rico e os blog posts precisam ter qualidade e educar esse lead.

Além desse relacionamento por meio das conversões, o lead poderá começar a seguir a sua marca nas redes sociais, esperando receber publicações que sejam relevantes para o seu dia-a-dia.

Dicas para criar o seu próprio material rico

Comece a construir o seu próprio material rico por meio das seguintes dicas:

  1. defina as personas: antes de iniciar qualquer trabalho de comunicação, é importante saber com quem você quer conversar. Para isso, defina o perfil do seu público, suas características demográficas e psicográficas. Essas são informações que compõem as principais essências do público que consumirá os seus produtos ou serviços.
  2. planeje a estrutura do material: antes de iniciar a produção do material rico, independente do formato que terá, é importante realizar um planejamento do conteúdo que será abordado e qual a melhor maneira para fazer a distribuição das informações. Se for um e-book, é importante separar por seções ou capítulos. Porém, ao pensar em um webinar, divida o tema em blocos, evitando misturar os assuntos.
  3. Não invente. Apresente o assunto que a sua marca realmente conheça: não produza conteúdos que não sejam do domínio da empresa. No momento do planejamento, levante tópicos sobre os quais a empresa tenha conhecimento para transmitir.
  4. Revise antes de publicar: antes de fazer qualquer publicação ou transmissão, atente-se não só a estética, mas também ao erros ortográficos e suas concordâncias.
  5. Promova o material rico: ou seja, faça uma campanha de comunicação eficiente e que seja um bom anúncio, para não interromper o entretenimento da sua audiência. Mas, não se esqueça de acrescentar um CTA (call to action) para estimular o clique e gerar a tão esperada conversão.

Essas são algumas dicas para você produzir, internamente, o seu próprio material rico.

Sem tempo, irmão. Preciso da Mokeka.

Você está precisando de ajuda para produzir o seu material rico? Conte com quem já produziu diversos conteúdos para os clientes. Nós temperamos o seu material para dar o sabor que ele tanto precisa.

Clique aqui e agende uma conversa.

Por data

Categorias:

Landing page: para que serve

Landing page
Landing page

O que é Landing page

Landing page é uma página hospedada dentro do seu site cuja a finalidade é que o lead realize uma conversão por meio do preenchimento de um formulário. Ou, como costumamos falar, que realize a troca dos seus dados por um material rico. Mas, diferente de um formulário de contato, a landing page é mais informativa e persuasiva. Ela é construída exatamente para fazer com que o lead troque seus dados.

Neste texto, explicaremos mais sobre as landing pages e como a sua empresa pode aproveitar para aumentar a sua base de leads.

Afinal, o que é landing page?

Em uma tradução livre, landing page significa “página de aterrissagem”. Uma página construída com a finalidade de receber os leads que a acessam, seja por meio de outros conteúdos ou por meio de anúncios pagos. Porém, para ficar mais fácil o entendimento, vamos chamar de página de destino.

Ou seja, quando alguém procurar pelo seu site e cair em algum blog post, a página de destino será o conteúdo que ele acessou. E isso vale, também, se digitarem o endereço do site na barra. A página de aterrissagem será aquela na qual ele chegou. Mas, e nas campanhas pagas? É a mesma coisa. Quando um lead se interessa pelo anúncio, ele clicará no link que o redirecionará para a landing page.

Dentro da estratégia de inbound marketing, a landing page tem a finalidade de gerar a conversão do lead. Por isso, diferente de outras páginas do seu site, ela contém menos elementos que tirem a atenção do lead.

Minha estratégia precisa de uma landing page?

Quando falamos sobre marketing digital, a landing page é algo que deve estar dentro do seu planejamento. Uma vez que será por ela que haverá a conversão do lead. Porém, quando não há uma página de destino específica para conversão, a mensuração dos resultados das suas ações não ficam tão evidentes.

É importante entender que a página de destino auxilia na conversão do lead, como explicamos acima. Essa é uma página cujo o objetivo é direcionar o visitante para que ele realize uma conversão. Aqui, a gente usa esta página de destino como exemplo. Ela possui como objetivo atrair leads que queiram ter um diagnóstico de suas ações de marketing digital.

Agora entendi. Mas como eu aumento a minha base de leads?

Agora que você entendeu o que é e vai utilizá-la em suas estratégias de marketing conteúdo, aqui vão algumas dicas para aumentar a sua base de leads. Mas, lembre-se: antes de tudo, planeje o que irá oferecer.

Pense no título e subtítulo

É importante definir bons títulos e subtítulos para as suas páginas de destino. Cerca de 80% das pessoas que acessam a página leem apenas o título. Apenas os outros 20% terminar de ler as informações que estão na landing page.

Ou seja, esses elementos devem transmitir de maneira clara e direta a proposta de valor do material rico que está sendo trocado com os dados do lead.

Além disso, um bom título, com as palavras-chaves certas, auxilia o SEO (Search Engine Optimization) da página e faz com que ela apareça nos resultados de buscas.

Escolha boas imagens

Saiba escolher bem as imagens que farão parte da landing page. Elas precisam transmitir a proposta de valor da sua oferta, tão clara, quanto se estivesse escrita. Mas não se apegue às imagens de bancos de imagens disponíveis na internet. Por serem muito utilizadas, acabem por atrapalhar o interesse do lead.

Apresente a sua oferta

Por mais que apenas 20% das pessoas que acessarem a sua landing page leiam mais que o título, é importante você fazer a descrição correta e transparente do que está sendo ofertado como material rico. Porém, não precisa escrever além do necessário:

  • faça apontamentos utilizando bullet points
  • escreva de maneira clara e com sentenças curtas;
  • apresente os principais benefícios, pode ser entre 3 e 5 elementos;
  • dê destaque aos conteúdos utilizando negrito nas expressões

Por fim, o formulário da landing page

Aqui é onde a mágica da conversão acontece. Mas, tome cuidado com o truque que utilizará. Quanto mais dados solicitados, menor a taxa de conversão. Porém, isso não é regra. Mas, cuidado nunca é demais.

Tudo muito legal. Mas estou sem tempo para pensar nisso.

Pode deixar que nós, além de pensar nas estratégias de inbound marketing, construímos as landing pages e executamos o planejamento de marketing digital para a sua empresa.

É só clicar neste link e agendar uma reunião como o nosso time de estrategistas digitais.

Por data

Categorias: