Identidade da marca na campanha publicitária

Identidade da marca na campanha publicitária
Identidade da marca na campanha publicitária

Identidade da marca na campanha publicitária

A identidade da marca é a representação da empresa para o seu público-alvo. Uma ajuda para que a sua empresa seja reconhecida e gere fidelidade do consumidor. Além disso, vou escrever sobre como a campanha publicitária torna a identidade da marca ainda mais presente no dia-a-dia das pessoas.

A identidade da marca começa pelo nome da empresa

O estudo e definição do nome é uma das etapas mais difíceis na constituição de uma empresa. Em outras palavras, está intimamente ligado à personalidade e identidade corporativa e deve ser capaz de transmitir a mensagem correta sobre o seu negócio. Além disso, o nome deve despertar a atenção por sua singularidade e pelo o que a sua empresa se propõe a oferecer a partir dele.

É preciso pensar de forma estratégica e investir em um nome que esteja de acordo com os seus objetivos, propostas e possíveis novas oportunidades.

Para estabelecer um nome que transmita a identidade da marca, é necessário o estabelecimento dos seguintes fatores:

  • Relação com o negócio: o nome precisa ter uma relação com o negócio, o segmento que a empresa irá atuar;
  • Personalidade da marca: nesta etapa, de definição do nome, já existe um planejamento de posicionamento e plataforma de marca;
  • Pensar no consumidor: o nome é um dos primeiros contatos que o consumidor terá com sua marca. Por isso, é importante planejar qual será a relação dele com a marca;
  • Sonoridade: é preciso unir os três tópicos acima à sonoridade. Lembre-se sempre da localização da sua empresa;
  • Nomes iguais:  executar uma pesquisa em órgãos governamentais e outras instituições para não haver duplicidade em nomes.

Logotipo precisa transmitir a identidade da marca

Um logotipo é a tradução visual da identidade da marca. Um bom logotipo comunica as qualidades mais importantes da sua empresa e estabelece o reconhecimento dela pelo público. Ou seja, em um mercado concorrido, um logotipo bem feito ajuda a sua empresa a se destacar entre os concorrentes, transmitir profissionalismo e confiabilidade.

Dessa maneira, quando se trata da criação de um logotipo, todo cuidado é pouco. Uma vez que é ele que representará visualmente a sua marca.

Para realizar a tradução dos conceitos subjetivos em algo visualmente concreto e facilmente entendido, tudo é cuidadosamente pensado. A combinação de cores, a escolha da fonte, a espessura dos traços, a criação de um ícone: cada detalhe tem um significado implícito. E a combinação de todos esses elementos exige também sensibilidade e bom gosto estético, já que o resultado esperado de tudo isso é um logotipo bonito e atraente.

Os principais objetivos ao criar um logotipo são:

  • reforçar o nome da empresa no mercado;
  • fidelizar clientes;
  • conquistar novos clientes;
  • criar vínculos emocionais com os clientes.

Identidade visual

A forma como sua empresa é vista pelos seus clientes, é muito importante. Dessa maneira, a identidade visual é um conjunto de elementos formais que representa visualmente, e de forma sistematizada, a empresa. Esse conjunto de elementos costuma ter como base o logotipo, um símbolo visual e conjunto de cores. Assim também, uma empresa que apresenta materiais bonitos para expor seus produtos e serviços, passa a imagem de organizada e promissora.

Uma boa identidade visual demonstra o profissionalismo da sua empresa. Mas, apenas um material bonito e bem feito não garante a venda. Mas faz muita diferença na hora de mostrar que você valoriza a qualidade em tudo que faz.

A marca da sua empresa é o símbolo que identifica o significado de seu nome e os conceitos que você pretende transmitir. Por isso, você precisa pensar muito cuidadosamente.

Desse modo, esse trabalho é chamado de identidade visual. É um produto que, além de identificar a sua empresa, estabelece uma empatia com o seu público-alvo.

Enfim, ter um material institucional bem desenvolvido e consistente reflete em um grande benefício: aumento de credibilidade e sucessivamente ao aumento das vendas. 

A identidade visual de uma empresa é composta por peças como:

  • Logotipo;
  • Cartão de visita;
  • Pasta proposta;
  • Papel de carta timbrado;
  • Envelopes;
  • Plano de fundo para área de trabalho;
  • Assinaturas de e-mail;
  • Sinalização;
  • Embalagens;
  • Brindes.

Planejamento e criação de campanha publicitária

Um plano de comunicação consiste no planejamento de ações integradas cujo objetivo é trazer resultados para a sua empresa. Por exemplo, esses resultados podem implicar em:

  • visibilidade de marca;
  • aproximação de potenciais clientes;
  • geração de novos negócios.

Investir em uma campanha publicitária é um fator determinante para o sucesso de qualquer negócio. Ao elaborar um plano de comunicação, é importante analisar onde a sua marca deverá estar presente. De uma maneira geral, todas as ações de comunicação se orientam de acordo com o lugar onde o público-alvo está localizado. Não adianta estar em todas os locais se o seu cliente não está lá, pois isso só implica em desperdício de recursos.

O produto final de uma campanha publicitária é o conteúdo criativo. Para chegar nisso, é necessário ter um bom planejamento que avaliará os canais de comunicação. Assim como o tipo de linguagem que será utilizado, o tom da mensagem e a energia criativa. Isso é importante para que, diante de tantas informações que são despejas diariamente, a sua comunicação salte aos olhos do consumidor.

Criar um plano de comunicação eficiente consiste em:

  • Buscar uma empresa parceira que enxergue o cliente de fora, sem os vícios do próprio negócio. Nesse sentido, é preciso que esse parceiro seja sensível à filosofia da sua empresa;
  • Identificar em quais canais o público está presente, para falar com as pessoas certas;
  • Medir periodicamente os resultados para justificar o valor investido.

Ações de comunicação, aplicadas estrategicamente, são uma maneira eficiente de falar com o consumidor. Mas vale lembrar, antes de qualquer coisa, que para isso é necessário planejar sempre.

Por data

Categorias:

A fotografia na campanha publicitária

Fotografia na campanha publicitária
Fotografia na campanha publicitária

Fotografia na campanha publicitária

O uso da fotografia na campanha publicitária é o apoio visual que auxilia as palavras a transmitir uma ideia ou concretizar uma venda. A fotografia publicitária está presente nos mais diversos meios de comunicação. Ela está no anúncio em revista, no comercial de TV, até chegar nas publicações e campanhas nas redes sociais.

O uso da fotografia na campanha publicitária cresce a passos largos. Ainda mais, com o avanço da tecnologia. Nesse sentido, os smartphones são ferramentas incrivelmente potentes para a expansão desse setor.

Neste texto, vou contar como a fotografia publicitária pode ajudar o seu negócio.

O que é fotografia

Em primeiro lugar, é importante entender o que é a fotografia. Por meio da exposição de uma superfície luminosa e fotossensível, é possível captar imagens de objetos, ambientes e pessoas. Em outras palavras, fotografia é o processo de reproduzir imagens sobre uma superfície.

Desde o início do seu uso, a fotografia ganhou diversos usos. De simples selfies a fotografias profissionais em estúdios. A fotografia passou a ser a representação do momento, transformou-se em arte, assim como um ato de protesto.

O uso da fotografia na campanha publicitária

Antes de tudo, o uso da fotografia é algo indispensável em uma campanha publicitária. Mesmo que seja um anúncio apenas com texto, o alltype. Mas isso é um assunto para outra publicação.

A fotografia publicitária faz parte da estratégia de marca. A imagem precisa, além de vender, posicionar os valores da empresa. Além disso, as imagens que compõem a campanha publicitária precisam ter unidade. Ou seja, devem estar amparadas em um tema central.

Dificilmente as fotografias usadas em campanhas serão expontâneas. Elas são planejadas e cada imagem é capturada de acordo com o objetivo. Isso é válido, também, para os filmes publicitários. Cada cena precisa ser pensada com muita antecedência.

Como produzir melhores fotografias?

A produção de uma fotografia segue um passo-a-passo. Veja a seguir quais são:

Briefing

O briefing é um documento que reune as principais informações da campanha. Em outras palavras, esse documento deve conter:

  • Qual o cliente;
  • Quais os objetivos do cliente;
  • Qual o seu público-alvo;
  • Em quais meios serão utilizadas e;
  • Algum material de referência para a equipe que produzirá as fotografias.

Aqui tem um texto sobre o que é briefing.

Planejamento de produção

Às vezes pensamos que a produção fotográfica é algo simples. Basta apertar um botão e a imagem está pronta. Mas, no caso da fotografia publicitária, é algo muito bem pensado.

Nesse sentido, muita atenção para a escolha do cenário, da iluminação, dos objetos e dos personagens da campanha. Ainda assim, é preciso levar em consideração os objetivos da campanha para não errar nessas escolhas.

Além disso, é nesse momento que é passado um pente fino no briefing. A equipe do estúdio e a agência, junto com o cliente, realizam uma última conversa para acertar os pontos principais da campanha.

Produção das fotografias

Agora é o momento de produzir as fotografias. Siga o planejamento e nada dará errado.

Lembre-se da identidade visual da empresa. Inclua elementos que remetam ao cliente no cenário. Isso ajuda a aumentar a lembrança da sua marca. Faça uso das cores, elementos gráficos e tipografia. Além disso, os modelos precisam ser a representação do público-alvo da marca.

Enfim, a presença desses elementos é importante para gerar reconhecimento e fidelização do público-alvo da campanha.

Logo depois, seguindo o briefing, produza a maior quantidade possível de imagens. Caso a sessão fotográfica ocorra em ambiente externo, tenha muito cuidado com a iluminação. Uma vez que é difícil controlar. Já as fotos produzidas em estúdio, o controle da iluminação é mais fácil.

Pós-produção

Com todas as imagens capturadas, é preciso fazer a seleção das melhores. Este é o momento de escolher aquelas imagens que estarão na campanha. Assim começa o processo de pós-produção.

Na pós-produção as fotos são tratadas. Ou seja, correções de cores, inclusão de elementos virtuais, montagens, entre outras adaptações na imagem. Tudo isso para transmitir a mensagem que o cliente e a agência definiram no briefing.

Com o material final em mãos, apresente o resultado, ou seja, a campanha para o cliente fazer a aprovação final.

Abuse e use da fotografia na campanha publicitária

Como vimos, a fotografia na campanha publicitária é uma grande aliada da marca. Uma vez que, por meio de representações visuais, é possível transmitir os valores e propósitos da marca. Além disso, ainda gera lembrança da marca no público-alvo.

Em tempos de redes sociais e conectividade dos consumidores, usar e abusar de imagens nas campanhas é essencial para persuadir o seu cliente.

Por data

Categorias:

Ações de marketing focadas no resultado

Ações de marketing focadas no resultado
Ações de marketing focadas no resultado

Ações de marketing focadas no resultado

As ações de marketing são o resultado de um planejamento estratégico que você elaborou com antecedência, dentro da sua organização.

Ou seja, as ações de marketing existem para responder ao objetivo específico e no tempo certo para a sua organização.

Entretanto, para você definir o objetivo da sua organização, o planejamento de marketing precisa ser guiado por dados.

Mas, mesmo com os dados em mãos, não é fácil criar ações de marketing.

Afinal, você precisa levar em consideração as diversas características do consumidor, orçamento, produto ou serviço, entre outros.

Seja como for, isso é algo que você já sabe.

Enfim, neste artigo eu vou apresentar os diferentes objetivos e explicar sobre as ações de marketing que podem ser executadas.

Objetivos para as ações de marketing

Os objetivos de marketing precisam ser SMART. Ou seja, precisam ser específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e no tempo certo.

Quando você define com precisão os objetivos, maiores são as chances para alcançar o resultado. Mas, para cada objetivo, uma estratégia diferente.

Eu costumo falar que os objetivos de marketing funcionam como uma bússola. Ou seja, sempre apontará para onde a estratégia deve ir.

Uma breve explicação sobre o objetivo SMART:

  • Específico:
    • O objetivo precisa mostrar qual o problema da empresa que precisa ser resolvido. Além disso, quanto mais detalhado for, mais claro ele será para ser cumprido.
  • Mensurável:
    • O objetivo mensurável é aquele que você pode avaliar se foi alcançado ou não. Ou seja, possua métricas de acompanhamento.
  • Alcançável:
    • É importante que a sua empresa tenha capacidade operacional e técnica para alcançar o objetivo. Por outro lado, se o objetivo for difícil de ser alcançado, a sua equipe pode ficar desmotivada.
  • Realista:
    • Avalie se o objetivo proposto faz sentido para a empresa. Assim como se o esforço da equipe será recompensado.
  • Tempo:
    • Defina em quanto tempo o objetivo precisa ser alcançado. Por isso, estabeleça metas por período para acompanhar os resultados.

Depois desse resumo do objetivo SMART, eu separei alguns exemplos para facilitar o entendimento:

  • A empresa precisa aumentar o faturamento em 10% até o final do mês de junho;
  • Escoar 60% da coleção de verão do ano passado até o final de fevereiro;
  • Aumentar em 15% as hospedagens no hotel durante o feriado de Tiradentes;
  • Obter 30% a mais de respostas positivas na pesquisa de qualidade, até dezembro deste ano.

Principais objetivos de marketing

Vou apresentar 7 objetivos principais de marketing divididos da seguinte maneira:

  1. Aumentar as vendas;
  2. Fidelizar os clientes;
  3. Aumentar a lembrança da marca;
  4. Aumentar a participação no mercado;
  5. Construir e manter bons relacionamentos com parceiros estratégicos;
  6. Educar o mercado;
  7. Engajar os colaboradores.

O pessoal da Rock Content detalhou mais esses objetivos neste link.

Ações de marketing para alcançar os resultados

Você pode realizar diversas ações de marketing separadas ou integradas.

A seguir, eu vou citar alguns exemplos. Mas, não vou separar entre ação digital ou tradicional. Afinal, cada empresa tem seus próprios objetivos. Além disso, cada ação precisa ser executada conforme as suas necessidades.

Publicidade

As ações publicitárias têm o objetivo de apresentar ao público um produto, serviço ou empresa (institucional).

Além disso, as campanhas publicitárias fazem o motor da economia girar. Ou seja, a cada R$ 1 investido em publicidade, gera R$ 10,7 na economia.

Ainda mais, para a sua empresa, as campanhas publicitárias podem aumentar as vendas, gerar lembrança de marca e aumentar a participação de mercado.

Sobre publicidade, estou falando basicamente de anúncios. Ou seja, comercial para TV, anúncios em jornais ou revistas. Assim como a compra de mídia nas redes sociais (Facebook Ads, Instagram Ads, etc). Além desses, há o spot e jingle que podem ser veiculados em rádios ou podcast.

Bem como os anúncios nesses meios, ainda temos as mídias de rua, chamadas de out of home. Em outras palavras: outdoors, faixas, relógios de rua, escadas rolantes, etc.

Assim como as ações de marketing, qualquer ação publicitária precisa ser planejada. Por isso, aqui no blog, têm dois textos que trazem mais informações: vantagens de uma campanha publicitária e planejamento de campanha.

Relações Públicas

Por outro lado, as ações de relações públicas visam o relacionamento com os parceiros estratégicos (stakeholders), com a sociedade e colaboradores.

Ao contrário da publicidade, cuja a principal atividade é auxiliar as vendas, as relações públicas buscam equilibrar a imagem e a identidade da organização.

Em resumo, quando a organização consegue esse equilíbrio, ela transmite mais credibilidade em seu mercado de atuação e junto à sociedade.

Além disso, as ações de relações públicas são responsáveis por fazer a gestão de crise e dar visibilidade para a empresa.

Isso pode acontecer por meio de relacionamento com os clientes, assim como com outros parceiros, com o envio de newsletter ou em publicações nas redes sociais.

Igualmente, por meio da imprensa, com a distribuição de publicações para os principais veículos do segmento da empresa.

Construção de marca (branding)

As ações de marketing para construir uma marca passam pelo posicionamento estratégico, propósito da marca e seus valores.

Acima de tudo, a marca precisa se conectar ao consumidor com personalidade e propósito. Isso possibilita o fortalecimento da organização, além de ajudar nas vendas.

Aqui, no blog da Mokeka, tem um artigo que fala sobre a importância de uma marca forte.

Ações de marketing de incentivo

O marketing de incentivo é o conjunto de ações que visa aproximar a organização dos colaboradores e parceiros comerciais.

Em outras palavras, criam-se diversos modelos de premiação para incentivar as pessoas a realizarem uma ação e, com isso, ajudar a empresa a alcançar os seus objetivos.

E, ao contrário do que se pensa, o marketing de incentivo pode ser aplicado para toda a empresa e não apenas para a equipe comercial.

As premiações podem ser as mais diversas: desde viagens individuais ou em equipe, a churrasco com os setores.

Dessa forma, você premia o desempenho e ainda qualifica a performance individual dos colaboradores.

Ainda é possível envolver fornecedores ou vendedores externos. Tudo vai depender dos objetivos da sua empresa.

Promoção de vendas

A promoção de vendas faz uso de diversas ferramentas, tais como o incentivo e a publicidade, para aumentar as vendas em um curto período de tempo.

Ou seja, enquanto a propaganda apresenta o porquê você deve comprar, a promoção de vendas te incentiva a comprar.

Sendo assim, na promoção de vendas você pode incentivar o consumidor a comprar mais vezes um mesmo produto. Ou, até mesmo, fazer com que ele experimente um lançamento.

Para isso acontecer, é preciso que a sua empresa premie o consumidor com descontos nas compras ou com a realização de sorteio de uma casa mobiliada.

Tudo vai depender dos seus objetivos como empresa.

Ações de marketing de guerrilha

O marketing de guerrilha surgiu como uma resposta das pequenas empresas para competir com as grandes marcas.

Assim como a guerra no Vietnã, cujo os guerrilheiros conheciam muito bem o seu território, as pequenas empresas locais, conhecem suas proximidades.

Com o passar do tempo, as grandes organizações começaram a fazer uso dessa estratégia para aumentar a exposição de suas marcas.

Eventualmente, o investimento no marketing de guerrilha acaba sendo menor que em publicidade ou promoção de vendas.

Tem um texto aqui no blog que trata exatamente sobre o marketing de guerrilha.

Buzz marketing

O buzz marketing é uma ação de marketing que deve ser feita com todo o cuidado. Esse tipo de ação faz com que a sua marca esteja na boca das pessoas.

Eu já falei em outros textos sobre como as marcas devem se preocupar com a sua imagem e reputação. Além disso, já comentei sobre como não ter a sua marca mal falada.

Basicamente, o buzz marketing é construído sobre temas que abordam o tabu, o incomum, o extraordinário, o chocante, o engraçado e o segredo. Sendo que o chocante é o tema mais comum nessa ação.

Entretanto, essa conversa precisa ser monitorada para não despertar as piores conversas.

Isso pode ocorrer, uma vez que o buzz marketing toca em assuntos que podem ser polêmicos para um determinado público.

Geralmente, essas ações ocorrem em ambientes públicos para que as pessoas, além de conhecer a sua existência, conversem sobre você.

Ações de marketing direto

Existe um texto aqui no blog da Mokeka sobre o marketing direto. Essa ação de marketing fala direto com o seu cliente.

Atualmente, os meios de comunicação como o Whatsapp, SMS e e-mail marketing são os mais conhecidos. Mas o marketing direto pode ir além disso.

Você pode utilizar a tradicional mala direta. É um dos meios mais tradicionais e acabamos esquecendo o impacto que causa em quem recebe.

A venda pessoal é uma outra ação de marketing que você pode executar para conquistar o cliente. Essa ação remete ao uso dos catálogos e o contato direto com o público.

Além dessas, você ainda pode fazer uso do telemarketing. Entretanto, eu recomendo para tomar muito cuidado com essa ação. Não seja o chato que fica incomodando as pessoas.

Conclusão

Como você pode ver, são várias as ações de marketing que a sua empresa pode utilizar para atingir os seus objetivos. Além disso, existem outras ações que são desdobramentos dessas.

Entretanto, o que eu sempre aconselho é, pense um planejamento de marketing integrado, que envolvam várias ações. Você ficará surpreso com os resultados que alcançará.

Por data

Categorias:

Planejamento publicitário

Planejamento publicitário
Planejamento publicitário

A importância do planejamento publicitário

Planejamento publicitário é uma das etapas mais importantes de uma campanha publicitária. Essa etapa é o apoio ao planejamento de marketing da sua empresa. Uma vez que os objetivos da empresa são conhecidos, cabe ao planejamento definir as estratégias e metas para diminuir os riscos da campanha. Mas, qual é a finalidade das estratégias quando a campanha vai para a rua? É exatamente aí que o planejamento publicitário aparece. Para entender os objetivos da empresa, definir as estratégias e alcançar os resultados esperados.

Vou falar neste texto sobre a importância do planejamento publicitário e do planejamento de mídia. Além disso, dicas de como elaborar um planejamento e estar à frente da concorrência.

Planejamento publicitário

O planejamento é a próxima etapa após a entrada de um trabalho na agência. Em outras palavras, o atendimento informa ao planejamento, por meio do briefing, quais são os problemas de marketing que a empresa precisa resolver e quais são os seus objetivos.

Os profissionais que atuam no planejamento da agência identificarão quais são os problemas de comunicação da empresa. E, para solucionar esses problemas, desenvolverá um plano na busca do melhor caminho para atingir os objetivos da marca.

Mas, além de auxiliar a agência para que a criação que seja efetiva, o planejamento ajuda a empresa a diminuir erros de mercado. Isso acontece devido a análise de micro e macroambientes realizada.

Pois, para estruturar um bom plano, são necessárias aplicações de pesquisas de mercado de acordo com o objetivo da empresa.

Pesquisa de Mercado

A pesquisa de mercado fornece informação e isso ajuda a forma da sua empresa agir de acordo com a realidade. A pesquisa fornece a possibilidade de criar e explorar todas as variáveis ofertadas por ela.

As pesquisas de mercado são importantes para orientar as suas decisões e quais os caminhos a serem percorridos com segurança. Afinal, dados sem qualidade, podem levar a resultados inesperados.

Pode não parecer, mas a pesquisa de mercado é, ou ao menos deveria ser, a ferramenta estratégica para quem quer se manter no mercado.

Porém, não podemos parar nos dados secundários. Ou seja, aqueles que são de fácil acesso, tais como: acesso ao site, bibliografias básicas, ou até mesmo, pesquisas públicas. Os dados que você coletar, os seus concorrentes também terão acesso.

Planejamento estratégico

Baixe o modelo de planejamento publicitário que usamos.

Ilustrador por Freepik Storyset

Mas, como ir além disso?

Faça uma pesquisa, sob medida, para cada assunto que você pretende abordar.

As pesquisas de mercado são estruturadas em modo de questionário e podem ser respondidas em entrevistas, presenciais ou não. As etapas básicas que você pode seguir para estruturar uma pesquisa são:

  • objetivopara que você possa entender sobre os produtos, precificar da melhor maneira, ativar novas praças de distribuição, etc;
  • público-alvoquem responderá ao questionário de acordo com o objetivo. Podem ser fornecedores, concorrentes, clientes ou consumidores em geral;
  • amostragempara conhecer a amostragem, é importante saber qual o tamanho total do público-alvo. Depois, você separará uma certa quantidade de pessoas para as entrevistas;
  • roteiroo formulário de pesquisa. As perguntas precisam ser simples, diretas e não tendenciosas;
  • aplicaçãoaplicação da pesquisa com o público-alvo;
  • análiselevantamento das repostas, análise e panorama estatístico.

Etapas do planejamento publicitário

Com o planejamento estratégico é possível antecipar à concorrência e ter previsibilidade sobre o retorno em relação ao investimento. Ainda mais, é possível prever os riscos e preparar-se para contornar os desafios.

Ao estruturar o planejamento é primordial definir:

  • Metas: quais os resultados que a marca precisa alcançar, de maneira quantificada, para chegar ao objetivo;
  • Objetivos: qual o resultado que a empresa deseja ao final de um período determinado;
  • KPIs: aqui, apontamos quais serão os índices de avaliação que auxiliam para alcançar a meta;
  • Planos de ação: desenho estratégico do caminho que a empresa percorrerá para atingir a meta desejada.

As etapas posteriores são partes estratégicas ao planejamento:

  • Análise de ambientes (internos e externos): analise as forças e fraquezas da organização. Além disso, verifique as ameaças externas à empresa, legislações (de municipais a federais) e oportunidades.
  • Objetivo de comunicação: deve ser uma resposta ao problema da empresa e seu objetivo de marketing.
  • Estratégias de comunicação: quais serão as estratégias usadas para alcançar o objetivo de comunicação.

Além disso, você precisa:

  • definir o público-alvo (persona, nicho, idade, perfil socioeconômico e cultural, etc);
  • qual a imagem da empresa será trabalha (como ela ficará conhecida ou lembrada);
  • qual será o seu posicionamento e;
  • quais ferramentas de comunicação serão utilizadas (publicidade, relações públicas, guerrilha, entre outras que falem a mesma língua durante a campanha).

É no planejamento estratégico que você informará se haverá uma ação promocional ou institucional. Ainda, no planejamento, como você executará essas ações.

Nesse sentido, vale lembrar que essas decisões são os resultados das pesquisas realizadas.

Ferramenta 5W2H – Plano de ação

É nesta etapa que são definidos os itens da ferramenta 5W2H:

  • What: o que será feito;
  • Why: porque deve acontecer;
  • Where: onde ocorrerá a ação;
  • When: quando será realizado;
  • Who: quem é o responsável em fazer;
  • How: como isso deverá ser feito;
  • How much: quanto custará.

Planejamento de mídia

Aqui, quero apresentar o planejamento de mídia. Tão importante quanto o planejamento estratégico de campanha, uma vez que esse é o planejamento responsável pela verba da empresa.

Mas não se engane em pensar apenas no planejamento de mídia. É essencial que haja a combinação dos dois planejamentos.

No plano de mídia você definirá os meios, os veículos e os formatos utilizados na campanha. Além disso, é no planejamento de mídia que apresenta onde está o público a ser impactado e traçar o melhor caminho.

Do mesmo modo, no planejamento de mídia é feito o levantamento dos custos por meio e veículo de comunicação da campanha. Bem como, cabe ao profissional de mídia a negociação de valores e condições de pagamento com os veículos de comunicação.

Mas, afinal, por que o planejamento de mídia vem após o planejamento estratégico de campanha?

Porque esse é o momento que a campanha vai para a rua, para a TV, para a internet, para a rede social, para onde você definiu no planejamento. É o momento no qual o público conhecerá, de maneira indireta, os objetivos de comunicação apontados anteriormente.

Efetividade e ROI no planejamento publicitário

Então, após alinhar todas as etapas dos planejamentos, chega a hora de colocar as ações para veicular. A partir da mensuração dos dados coletados é que será possível afirmar qual a efetividade da campanha.

Ou seja, se o que você planejou e executou está sendo eficiente e eficaz.

Para realizar esse controle, você pode utilizar várias plataformas para aferir os resultados alcançados. Essas plataformas são uma solução que auxilia, não só o acompanhamento das conversões realizadas, como também automatiza os processos.

Nesse sentido, com as informações coletadas, seja por meio de plataforma, pesquisa ou resultado de vendas, é possível mensurar o ROI (retorno sobre o investimento) da campanha. O cálculo do ROI é uma fórmula simples:

ROI = ((Receita – Investimento)/Investimento) X 100.

Explicando o cálculo:

Verifique o valor da receita originária da campanha e subtraia o valor do investimento. Com o resultado, divida pelo valor do investimento novamente. Com o valor do cálculo, multiplique por 100 para chegar à porcentagem do retorno sobre o investimento realizado.

Criatividade é para todo mundo

E aqui eu defendo: seja como for, todos os profissionais devem ser criativos, até mesmo durante o planejamento publicitário. Devem ouvir e falar, e não guardar suas melhores ideias.

Alcance novos resultados

Pode parecer clichê, mas quem não sabe para onde está indo, qualquer lugar está bom. Mas essa afirmação não pode ser condizente com os negócios da sua empresa.

Nós podemos dar mais tempero ao seu planejamento e ajudar a sua empresa a alcançar os resultados. Entre em contato com os nossos especialistas que podem dar mais sabor para a sua marca.

Por data

Categorias:

Campanha publicitária e suas vantagens

Campanha Publicitária
Campanha publicitária

Campanha publicitária e suas vantagens

Uma campanha publicitária informa ao público sobre ideias e produtos. A criação de uma campanha publicitária ajuda a sua empresa alcançar novos mercados. Assim como conquistar novos clientes e tornar mais forte a sua marca.

Neste texto, vou explicar quais as vantagens de uma campanha. Também vou passar algumas dicas de como fazer uma campanha publicitária. Além disso, quais são os elementos principais para a sua criação de uma campanha publicitária e seus principais apelos. Acompanhe e veja como a sua empresa pode obter resultados positivos.

Atenção do público-alvo

Você deve ter percebido que falar com o público é um trabalho árduo. Isso acontece porque a quantidade de empresas anunciantes é alta. Além disso, com o avanço da tecnologia, impactar o consumidor está mais difícil, uma vez que o consumo de mídia é fragmentado.

Até os anos de 1990, a atenção do consumidor estava nos meios off-line. Era possível escolher entre 5 emissoras de TV. Assim como escolher outros 5 veículos de mídia impressa e algumas emissoras de rádios.

Com a evolução da tecnologia, estar presente em apenas um meio é o mesmo que jogar dinheiro fora. E não basta anunciar no Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter ou Tiktok. Você precisa conhecer muito bem o hábito de consumo do seu público.

Campanha publicitária ou uma peça avulsa, qual a melhor saída?

A concorrência está mais ativa e com muitos diferenciais. Eles podem ser o preço, qualidade, entrega, atendimento, entre vários outros. Apesar disso, você deve aproveitar o diferencial da sua empresa e divulgá-lo.

Mas existe um fator que a sua marca precisa levar em consideração ao destacar o USP (unique selling proposition):

  • a quantidade de meios e veículos de comunicação e a pulverização do consumidor que consomem várias mídias. Ou seja, está muito mais complexo falar diretamente com o seu cliente. Por isso, entra a importância de uma boa campanha publicitária. Mas, tome cuidado ao selecionar os meios e veículos de comunicação. Um bom plano de mídia deve fazer parte do planejamento de campanha.

Uma campanha publicitária é composta por diversas peças. Elas devem ser amarradas em um mesmo conceito e falar a mesma linguagem persuasiva.

As campanhas são criadas para atingir o objetivo da marca e falar diretamente com o público-alvo. Por isso, elas são veiculadas em vários meios e veículos de comunicação.

A veiculação segue o planejamento de acordo com os objetivos da empresa. Escrevi um texto explicando sobre como fazer o planejamento estratégico da campanha e quais são os resultados alcançados.

Uma peça avulsa

Uma peça publicitária veiculada em um meio de comunicação, atingirá uma pequena quantidade de potenciais clientes. Uma vez que isso aconteça, a venda fica mais complicada e demorada, o que trará frustração por parte de quem fez o investimento.

Entretanto, vale entender qual o modelo de vendas da sua empresa e qual a sazonalidade dos seus produtos e/ou serviços.

Vantagens de uma campanha

Criar uma campanha publicitária gera mais vantagens em relação a uma única peça. Entretanto, precisamos nos deter em atender aos anseios e objetivos da empresa. Por isso, nada vale realizar uma campanha complexa e não alcançar o que foi almejado.

Mas, vamos às principais vantagens:

  • alcança o público desejado com a utilização de diversas mídias;
  • diminui o custo na compra de mídia devido à grande quantidade de espaço comprado;
  • aumenta a lembrança da marca e a torna duradoura;
  • uma vez que as mídias se complementam, a mensagem fica mais clara e persuasiva.
  • educa o público para o uso do produto ou serviço e quais seus benefícios

Baixe o checklist para criar uma campanha publicitária

Como fazer uma campanha publicitária

Pode não parecer, mas como fazer uma campanha publicitária é algo trabalhoso. É preciso conhecer bem o briefing passado pelo cliente e seus principais desafios.

Além disso, os objetivos de uma empresa são os mais diversos. Por isso, é preciso fazer um estudo detalhado antes de iniciar uma campanha. Entretanto, existem alguns pontos em comuns que podem ser notados:

  • a mensagem utilizada precisa falar diretamente com o público consumidor;
  • os anúncios precisam ser claros e simples para não confundir o público;
  • a ideia precisa persuadir o consumidor e levá-lo a realizar uma ação.

Apresento, a seguir, um passo-a-passo com algumas dicas para você fazer a criação de uma campanha publicitária. Mas, são apenas alguns tópicos para ajudá-lo. Não é uma fórmula mágica, tão menos o único modelo.

Análise da situação

Antes de iniciar qualquer campanha publicitária, é importante fazer uma análise da situação da empresa. Essa análise precisa ser um diagnóstico da empresa, assim como do mercado no qual ela está inserida.

Objetivo da campanha

Após entender qual a situação da empresa, o próximo passo é definir os objetivos que a campanha precisa alcançar. Entre eles estão:

  • lançamento de marca, produto ou serviço;
  • posicionamento da marca na lembrança do público;
  • falar com um novo público consumidor;
  • aumento de vendas por meio de promoção;
  • Alcançar novos mercados.

O objetivo da marca é importante para direcionar para qual público a campanha deverá ser direcionada. Além disso, o objetivo serve para nortear o planejamento de campanha na criação de ações estratégicas.

Entretanto, esses objetivos de campanha devem estar alinhados aos indicadores chaves, os KPIs.

Selecione o público-alvo

A escolha do público que será impactado pelos anúncios publicitários deverá tomar uma boa parte do tempo. Uma vez que o público-alvo está bem definido, as chances da sua campanha obterem sucesso são bem maiores.

Mas, tome cuidado ao selecionar o seu público. Não basta usar apenas dados demográficos. Além disso, é primordial estabelecer critérios psicográficos também. Acesse este link e veja o passo-a-passo para definir o seu público consumidor.

Criação do conceito da campanha publicitária

O conceito publicitário é a ideia principal que guiará a criação dos anúncios. Ou seja, o conceito de campanha será a unidade central, tornando a mensagem fácil e rápida para o público entender.

Em outras palavras, o conceito de campanha publicitária precisa representar o objetivo e os valores da marca. Além disso, transmitir a promessa básica e os diferenciais da marca.

Apelos de campanha publicitária

Os apelos de campanha variam de acordo com o perfil do consumidor. Ao conhecer as suas necessidades e expectativas, o uso do apelo correto será mais eficiente.

A criação das mensagens pode fazer uso de vários apelos. Entre eles, destaco:

  • Apelo racional: é o que fala sobre os benefícios que o produto pode trazer ao consumudor, de maneira mensurável. Geralmente, o apelo racional é direcionado para as necessidades básicas. Essas podem ser de higiene, alimentação, segurança, etc. Entretanto, pode servir para informar sobre o que ocorre na empresa, educativos ou financeiros. A seguir, você verá um exemplo de campanha publicitária com apelo racional:
  • Apelo emocional: mostra os benefícios que o consumidor terá ao comprar o produto. Além disso, esse apelo gera associações indiretas ao uso do produto e que leva ao encontro das necessidades do indivíduo. Mas, cuidado ao utilizar muitos apelos emotivos. Às vezes, emoções não esperadas podem ser despertadas. O vídeo a seguir apresenta um exemplo de campanha publicitária com apelo emocional:

Cuidado ao utilizar os apelos moral e sexual. Deve-se evitar levar o consumidor a entender o anúncio como sendo vulgar ou chato.

Entretanto, como tudo na vida, utilize em doses moderadas. A definição do apelo será feito após definir o objetivo da campanha.

Vale lembrar

Crie uma nova campanha para cada objetivo da empresa. Com isso, você evita que o público confunda as mensagens e perca o foco.

Ao fazer uma nova criação de campanha, de acordo com o objetivo o sucesso é maior.

Campanha publicitária com o tempero ideal

A criação de uma campanha demanda dedicação, pesquisa, planejamento e diversas ideias, para atingir os seus objetivos. Entretanto, contar com uma agência de publicidade que da o tempero certo para as suas campanhas, ajudará a sua marca ir além.

A gente sabe como dar o tempero ideal para a sua campanha. Entre em contato e agende uma conversa com os nossos criativos e estrategistas.

Por data

Categorias: