Promoção de vendas como estratégia

Promoção de vendas como estratégia de negócio
Promoção de vendas como estratégia de negócios

Promoção de vendas como estratégia de negócio

A promoção de vendas é uma estratégia de marketing. O principal objetivo é estímulo às vendas em um curto período de tempo. Além disso, incentiva o consumidor quando as vendas estão abaixo da meta. Assim como, promove o lançamento de um produto ou serviço.

Da mesma forma, a promoção de vendas une as áreas de marketing e vendas da sua empresa. Assim, os esforços estimulam o consumidor às compras.

Benefícios da promoção de vendas

É importante que você considere os objetivos da sua empresa e a necessidade do consumidor ao estimular a compra. Pensando dessa maneira, você precisa conhecer os produtos a serem promovidos. Além disso, é importante que você saiba que não são todas as ferramentas que podem ser utilizadas na promoção de vendas.

Depois dessa explicação, apresento os benefícios dessa estratégia para o seu negócio. O estímulo à venda é o principal. De maneira idêntica, o reconhecimento da marca e o estreitamento de relação com o cliente são benefícios para a sua organização. Nesse sentido, maiores são as possibilidades dele escolher os seus produtos.

Características das ações promocionais

As ações promocionais apresentam características que as definem, como por exemplo:

  • incentivos adicionais: o consumidor precisa perceber que está ganhando algo a mais;
  • período: toda ação promocional precisa ter um período determinado com começo e fim. Mas, esse período não pode ser muito extenso. Caso o seja, o consumidor não perceberá como uma oportunidade;
  • imediatismo: as ferramentas utilizadas precisam gerar resultados com rapidez. Dessa maneira, as ferramentas tendem a movimentar o mercado de maneira expressiva;
  • maior volume: a procura geralmente é alta nas ações promocionais. Por isso, preste muita atenção no estoque e na entrega dos pedidos;
  • novos públicos: a promoção de vendas é uma boa oportunidade para conquistar novos consumidores.

Oportunidades da promoção de vendas

Assim como toda ação, é primordial realizar um planejamento. Mas, as ações promocionais devem ocorrer em períodos sazonais. De acordo com Wagner Ladeira em seu livro “Merchandising e promoção de vendas”, há sete objetivos estratégicos para a promoção de vendas:

  • gerar lealdade;
  • maior adesão aos programas de fidelidade;
  • aumento de share de mercado;
  • incentivar o consumo de produtos complementares;
  • ser mais competitivos em mercados turbulentos;
  • conectar os setores da empresa e;
  • difundir mais as publicidades feitas.

Baseados nesses objetivos, as principais oportunidades para as ações promocionais são:

  • lançamento de novos produtos;
  • geração de fluxo de caixa;
  • vendas de produto em estoque;
  • captação de novos clientes;
  • incentivo para que o cliente visite o ponto de venda;
  • aproximação com os clientes da marca;
  • construção de relacionamento.

Comunicação integrada de marketing

A promoção de vendas é a estratégia que está relacionada à comunicação da empresa. Mas, é comum ver esse segmento dentro do setor de vendas. Mesmo assim, toda a empresa precisa saber sobre as ações. Ou seja, essa ação de integração de toda a empresa é conhecida como comunicação integrada de marketing.

A comunicação integrada de marketing é responsável por integrar toda a empresa. Isso é possível utilizando os meios de comunicação que a organização tem à sua disposição. Entretanto, a comunicação com o público-alvo é feita com os meios mais apropriados e de acordo com o objetivo da empresa. Além de estabelecer o mix de comunicação, a comunicação integrada de marketing ajuda a organização a marcar presença onde o público está.

Dessa maneira, para que qualquer ação promocional tenha sucesso, apoie-se na comunicação integrada de marketing.

Por data

Categorias:

O que é merchandising?

O que é merchandising
O que é merchandising

O que é merchandising

Merchandising é o conjunto de ações de marketing desenvolvido no ponto de vendas. Além disso, tem por objetivo identificar, controlar, ambientar e promover a sua marca. As ações criadas precisam ser relevantes em locais onde a sua marca precisa ganhar destaque. Ainda mais se levarmos em consideração a presença dos concorrentes.

Neste artigo vou explicar como o uso desse conjunto de ações pode ajudar a sua marca a conquistar os clientes e aumentar o faturamento em períodos sazonais. Acompanhe.

Entendendo o merchandising

Antes de tudo, preciso esclarecer a diferença entre merchandising e product placement. Há uma confusão entre os termos, o que acaba confundindo muita gente. Enquanto o primeiro trata das ações diretamente no pronto de vendas, o segundo é a inclusão natural de marcas e produtos durante os programas de TV e filmes.

Então, se os produtos que aparecem durante a minha série favorita não é merchandising, o que seria? O merchandising é responsável não apenas pela venda dos seus produtos. Mas também por englobar a relação entre os produtos, o ponto de venda e por despertar a emoção do público.

Os objetivos de suas ações são para gerar aproximação da marca com o consumidor. De preferência, com a confirmação da venda. Dessa maneira, as principais competências no processo estratégico do merchandising são:

  • criar uma comunicação clara e objetiva com todo o trade;
  • preparar e qualificar a equipe de vendas;
  • avaliar os interesses do público, antes e pós ação;
  • levantar as oportunidades do ponto de vendas;
  • organizar e decorar o ponto de vendas, assim como as vitrines;
  • orientar a criação de embalagens e materiais promocionais.

Merchandising e ponto de vendas

O ponto de vendas é um dos locais mais propícios para a sua marca gerar proximidade e construir uma experiência positiva com o cliente. Dessa maneira, é possível pensar na promoção de vendas para agir em conjunto com as estratégias de merchandising. Com isso, estabelecer ações eficazes de acordo com o interesse do público consumidor.

A experiência é uma estratégia que pode ser abordada no ponto de vendas. Afinal, apelar para os sentidos do consumidor traz grandes possibilidades de sucesso. Dessa maneira, pensando no ambiente físico, posso destacar o uso do aroma específico da marca, degustação de alimentos ou textura de tecidos. Ao passo que, para o e-commerce, os apelos visuais são os mais indicados.

São várias as ações que podem ser realizadas diretamente no ponto de vendas. Entra elas, destaco as seguintes:

  • promoções;
  • ambientação com materiais gráficos;
  • sampling;
  • estimular a compra por meio da organização do ponto de venda.

Legislação

Todas as ações promocionais necessitam ter um planejamento detalhado para evitar furos. Entre esses furos estão as autorizações das promoções com distribuição de brindes. Mas, a lei que rege essas ações é bem defasada. Tem um texto aqui no blog que a gente comenta sobre os concursos culturais.

Resultados promissores

O merchandising é uma estratégia que, se bem trabalhada, traz muitos resultados positivos para a sua empresa. Defina um objetivo claro, planeje, execute e acompanhe para fazer as correções necessárias. Para saber mais como essas ações podem ser executadas, entre em contato com a gente.

Por data

Categorias:

Gestão de marca em ambiente digital

Gestão da marca em ambientes digitais
Gestão de marca em ambientes digitais

Gestão de marca em ambientes digitais

A gestão de marca é o ato de tornar a marca conhecida, lembrada e desejada pelo público. Essa gestão passa por ações do porquê, valores e princípios da empresa. Além disso, qual o posicionamento e a sua identidade em relação aos seus stackholders.

Neste texto, explico como a transformação digital pode ajudar na gestão de marca, assim como, como você pode construir a sua marca em ambientes digitais.

Transformação digital na gestão de marca

Antes de mais nada, os dados deixados no ambiente digital nos ajudam a entender o cenário das empresas. Por meio desses dados é possível identificar as ações dos concorrentes. Do mesmo modo, conhecer o perfil do cliente e, dessa maneira, entregar uma experiência de vendas incrível.

A empresa que investe na gestão de sua marca está à frente das outras. Uma vez que está na frente na conquista e fidelização dos clientes. Isso é perceptível na era digital, uma vez que é centrado mais nas redes de clientes e menos no mercado de massa.

Redes sociais digitais

As redes sociais podem ser divididas em duas frentes:

  • horizontal: os membros possuem acesso total ao conteúdo. Além disso, são mais amplas e diversas em seus conteúdos, com temas de fácil entendimento.
  • vertical: os temas são específicos, sendo que o público é mais restrito e possuem interesses em comum.

Percebemos as redes sociais como as plataformas digitais às quais estão presentes no nosso dia a dia. Dessa forma, o compartilhamento é o ponto central dessas mídias.

Mas, diferente das marcas, os consumidores são os atores desses espaços. As pessoas criam os seus próprios conteúdos. Com isso, os consumidores passam a ter voz ativa e a interferir na decisão de compra de outras pessoas. Dessa maneira, quem ainda não decidiu as compras, passam a levar em consideração a experiência positiva de outro consumidor. Portanto, as marcas precisam estar nas redes sociais para estabelecer um contato direto e claro com os clientes conectados.

Gestão de marca digital

Para garantir que a marca seja destaque no ambiente digital, é preciso realizar a sua gestão com eficiência. A gestão de marca, também conhecida como branding, é um processo estruturado, consistente e integrado. Nesse sentido, ao respeitar esse processo, a marca tem uma melhora contínua na entrega da sua promessa e princípios.

A gestão de marca nas redes sociais é uma ação estratégica. Ou seja, não fica restrita às publicações. Está ligada ao discurso que a marca passa ao público, assim como a audiência propaga a informação.

Atualmente, os consumidores estão em busca de marcas com as quais se identificam. Marcas que têm os mesmos valores e ideais que os seus. Dessa forma, a identificação com a marca estimula o engajamento e compartilhamento de seus conteúdos. Isso aumenta a exposição da marca nos ambientes digitais.

A gestão de crise no ambiente digital

O retorno negativo nas redes sociais é um fator que permite detectar uma crise e qual o impacto na marca. Quando isso ocorre, a expectativa e confiança depositadas na marca ficam prejudicadas.

Desse modo, é preciso conhecer o tipo e a origem da crise para adequar as ações de gestão de crise e, com isso, encontrar a solução mais adequada. O processo de gestão de crise pode ser dividido em:

  • detecção de sinais
  • prevenção
  • contenção
  • recuperação
  • aprendizagem

Tendências do marketing digital

O poder está nas mãos do novo consumidor, em um mercado com grandes concorrentes. Por isso, a marca precisa manter destaque e relevância. E, dessa maneira, ser a primeira opção na lembrança do cliente.

Com isso, destaco algumas estratégias para otimizar os laços entre marca e consumidor:

  • estratégia omnichannel
  • narrativa transmidiática
  • cultura participativa e cocriação
  • economia compartilhada
  • inteligência artificial

Como resultado, trazemos o cliente para o centro do negócio. Além disso, a gestão de marca no ambiente digital bem construída, estabelece o desejo do consumidor pela marca.

Por data

Categorias: